Azores Digital

--> Hoje, dia 20 de Maio de 2019

Cansa ser gente

Terça, 01 de Julho de 2014 809 visualizações Partilhar

É próprio do ser humano ficar farto de ser humano. É próprio das pessoas quererem ser tudo menos racionais e pensantes, em determinadas situações. O homem e a mulher fartam-se um do outro diariamente. O defeito aborrece-se com virtude e ela com ele. Toda gente se arrelia com alguma coisa. Eu farto-me de pensar e de escrever. Torna-se uma rotina degradante e incomodativa. Seguir um plano é triste. As rotinas fartam e não são alegres. Falta a irreverência e o viver no limite, sem antecipar o futuro.

Ficamos aborrecidos porque sabemos o futuro. Não há nada mais bonito que é viver sem saber o que nos vai acontecer no dia de amanhã. A partir do momento em que entramos, loucamente, no domínio da previsibilidade e do querer conhecer o futuro, ficamos fartos da vida. Eu não fico farto de dormir porque tenho sempre que acordar. Eu não me farto da vida porque há a morte. Mas farto-me de escrever porque é uma coisa monótona que puxa pelos neurónios de uma forma doentia. Ter a necessidade de pegar na caneta e num papel, cansa-me. Fico cansado com a ignorância dos outros e morro com a minha fraca inteligência. E farto-me de ser inteligente, pelo facto de querer provar a ignorância. O previsível cansa. O viver fartava se não houvesse morte. O morrer faz todo o sentido porque é a razão principal da vida e existe para que nunca nos fartamos de existir em carne e osso.

Deus cansa. A religião arruína a nossa existência. O mundo vive do cansaço dos Homens. Vivendo as coisas ao máximo, chegamos a um limite. É esse limite que delimita as nossas vivências. A política está farta de si e as pessoas dela. Ninguém quer pensar, falar, ler ou rir porque estão fartos disso. O marido e a mulher enfadam-se um com o outro todos os dias e só se lembrem um do outro na cama. Eu farto-me dos meus amigos e eles de mim. O leitor aborrece-se comigo. Até fico farto de ser eu e não posso ser mais ninguém…

 

Colunista:

Emanuel Areias

Outros Artigos de Emanuel Areias

Mais Artigos