Azores Digital

--> Hoje, dia 25 de Abril de 2017

São Martinho é que nos percebe

Terça, 10 de Novembro de 2015 586 visualizações Partilhar

Um colega de profissão, em funções radiofónicas, fez uma reportagem com lavradores tendo como pano de fundo os cortes de água verificados no Verão de 2008 no concelho de Angra do Heroísmo.


Com o microfone à mercê, os entrevistados queixaram-se das dificuldades acrescidas da lavoura face à escassez de água, apontando baterias para a classe política no que concerne aos culpados da situação.


Como havia um concerto musical integrado na campanha eleitoral para as legislativas regionais, logo o jornalista indagou se não seria aconselhável cancelar o evento. Resposta imediata: “uma pessoa já não se lava e, ainda por cima, não se pode divertir? Era só o que faltava!”.


Mais ou menos por esta época temporal, mas estando eu como testemunha presencial, decorreu uma Assembleia-Geral do Lusitânia onde a temática central consistia na eventual extinção do clube.


Naquela reunião magna, a Comissão Executiva adiou para o início da semana seguinte (uma 3ª feira, se bem me recordo) o anúncio da decisão final, realçando a gravidade da situação.


Aí, um associado lusitanista, pediu a palavra, e quando a assistência esperava um verdadeiro milagre, saiu a seguinte recomendação: “ é melhor passar a assembleia para outro dia porque nesta data há tourada nas Lajes”.


O terceirense é um verdadeiro expert na arte de empatar as coisas, ou seja, em ganhar tempo.


Com a crise instalada de armas e bagagens, a vida não está claramente a correr de feição, mas uma festa é sempre imperdível.


Sendo assim, está lançado o mote para celebrar já no próximo 11 de Novembro, com pompa e circunstância, o Dia de São Martinho.


Vinho, sardinhas e castanhas constituem o menu típico para mais um festejo de arromba.


Vamos então à adega provar os gestos da vida. Era só o que faltava pagar uma crise e ainda ficar triste.


São Martinho não merecia tal desfeita. Os terceirenses nunca deixam ficar mal quem os percebe tão bem…

 

Colunista:

João Rocha

Outros Artigos de João Rocha

Mais Artigos