Azores Digital

--> Hoje, dia 29 de Março de 2017

Cultura e ideias

Terça, 24 de Janeiro de 2017 113 visualizações Partilhar

A noção de cultura motiva a multiplicação de ideias sobre a sua real concepção. As realidades exteriores a nós implicam a assimilação de demonstrações culturais. Não é por isso que todas as realidades quotidianas hão-de ser cultura. Portanto, variando de pessoa para pessoa, pelo gosto e atenção, a cultura é experiência, conhecimento e prazer pelo lazer. Se do lado da experiência e conhecimento não há dúvidas de maior sobre o papel que a cultura assume no ser humano, o prazer pelo lazer é mais complexo. O lazer é cultura, mas nem todas formas de lazer o são. 
A cultura não habita no elitismo da ação nem na vivência do desconhecido, habita naquilo que nós estamos dispostos a aprender de novo, e que nos dê algo de útil para a vida diária. Nem que seja pela ânsia do diálogo sobre memórias e viagens. Uma palavra nova é uma parcela de cultura, tal como um prato que comemos no restaurante chinês. É cultura pela memória e pelo sabor. 
A memória, pelo que amealhamos diariamente, é o espaço da nossa aprendizagem cultural. Porque acredito que cultura é sobretudo aquilo que aprendemos. Os veículos de cultura devem ser preservados pela utilidade que assumem. 
Cultura pelo conhecimento transmitido é a forma mais comum de definir o seu propósito. Não se fique com essa percepção vincada demais. Porém, assumo que a cultura é o conjunto de conhecimentos que garantimos ao longo do dia-a-dia, e portanto, da vida. 
Cultura pela experiência há-de ser todas as formas exteriores a nós, que ao se manifestarem na nossa essência, nos dão os mecanismos que antes não tínhamos.

Colunista:

Emanuel Areias

Outros Artigos de Emanuel Areias

Mais Artigos